Notícias

Lateral faz balanço de seu primeiro ano jogando na Itália

Lateral faz balanço de seu primeiro ano jogando na Itália

A primeira temporada de Alex Telles no futebol italiano foi de aprendizado e, especialmente, amadurecimento a um novo estilo de jogo. Contratado pela Internazionale, de Milão, no início da última temporada europeia, o lateral-esquerdo brasileiro foi relacionado em praticamente todas as partidas do clube Nerazzurri. O camisa 12 atuou em 22 jogos entre Campeonato Italiano e a Copa da Itália (somando 1.726 minutos em campo), e foi o décimo segundo atleta que mais vestiu a camisa do time em duelos oficiais.

Para Alex, o momento que está vivendo é um dos melhores de sua carreira. Ele ressaltou a alegria em representar a Inter na temporada, destacou a possibilidade de ser treinado novamente pelo técnico Roberto Mancini e falou sobre a ambientação ao país e seus costumes nesse período.

Jogar pela Inter

– Jogar no futebol italiano sempre foi um sonho que tive. Sou natural de Caxias do Sul, uma cidade de colonização italiana, e isso sempre esteve presente na minha vida. Atuar pela Internazionale, uma das grandes equipes do futebol mundial, é algo realmente especial. Pude fazer uma temporada de boa qualidade técnica e, principalmente, de regularidade em campo. Sempre treino a pleno e, tenho a certeza, isso faz a diferença. Lutamos muito e asseguramos o retorno do clube à Europa League na próxima temporada – salientou Alex Telles.

Sob o comando de Roberto Mancini

- Não tenho palavras para falar sobre o professor Mancini. Ele já havia me indicado ao Galatasaray quando saí do Grêmio. No último ano, ele chegou na Inter e pediu novamente a minha contratação. Essa confiança que ele tem em mim é fruto do meu trabalho. Isso mostra que estou no caminho certo, mas que preciso seguir me esforçando cada vez mais – ressaltou o camisa 12.

Ambientação à Itália

-Como disse, sou de Caxias do Sul, e as tradições são muito parecidas com a forma de agir e de viver do italiano. Desde o primeiro dia, fui muito bem tratado por todos em Milão e no país. Não tive problema algum com o aprendizado da língua ou em relação à alimentação e demais costumes. Estou muito feliz na Itália – definiu Alex.

Compartilhar esta Notícia: